quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

PRIVAÇÕES SOCIAIS


PRIVAÇÕES SOCIAIS

Estava numa consulta médica à espera de vez, e ouvi o seguinte diálogo entre duas pessoas de idade.
Disse uma para a outra; “então foste às compras? Já compraste tudo? perguntou uma. Resposta da outra; as minhas compras faço-as rápido a maioria delas são feitas na farmácia, parte do dinheiro da minha reforma é gasto em medicamentos, um pouco na alimentação e, roupa já não sei há quanto tempo não compro, basta um qualquer farrapito para andar vestida, depois visto um casaco por cima e já nada parece mal”.
Confesso que fiquei deveras admirado, incomodado, pensativo e revoltado com a vida destas duas pessoas. Revoltado porque os governantes quer em Portugal, quer no mundo nada fazem por estas pessoas. São tratadas com pouca ou nenhuma dignidade, cada vez menos se olha para elas. Gente que já contribuiu para a riqueza nacional e agora no fim da vida, ou quase no fim da vida vive com uns míseros duzentos trezentos ou quatrocentos euros de reforma.
Como é possível viverem com o mínimo de dignidade? Não é possível…
Por isso faço um apelo a todos os governantes, bem sei que é quase impossível esta chamada de atenção alguma vez lhes chegar. De qualquer forma não podia calar. Olhem para estas pessoas com a dignidade que elas merecem.

JC


Imagem de - www.entrekulturas.pt/Media/pobreza

11 comentários:

Patti disse...

só o fazer referência à questão da pobreza e da necessidade já será um caminho.

f@ disse...

E o que fazer com os que de pobreza tamanha quase não comem e passam frio para poderem comprar os medicamentos que mendigam durante horas nos centros de saúde... os que nem tem como ir ao médico certo e morrem antes da hora conformados de tristeza...
Não terão os idosos de magras reformas o direito a viver... Eu acho que as pensões baixas nem deviam pagar os medicamentos...... mas o pior é que não se pode ficar por aqui...

Beijinhos das nuvens

Marlene Maravilha disse...

Isto é lamentável e um caso sério!
Se eu tivesse condicao mudaria o mundo! Mas acho que fizeste bem em fazer este apelo ao qual me anelo a ti!
beijo e um lindo final de semana!

Marcia Barbieri disse...

às vezes acabamos nos acostumando com a paisagem,mesmo qdo ela é perversa e deagrada.

beijos sempre ternos

Vieira Calado disse...

Meu caro:

Apelar aos governantes é como falar para um parede.

Fica bem. Mas é gastar cera com ruim defunto.

Desculpe a minha franqueza.

Um forte abraço

prafrente disse...

JC, concordo inteiramente contigo.Devo dizer contudo que algumas situações poderiam ser melhoradas se as pessoas fossem corretamente informadas.Para pensões abaixo de um certo valor existe um complemento de reforma.Depois em casos mais criticos existe a assistência social que poderá fazer um diagnóstico de caso...e roupa há muita gente que oferece. Há ainda aqueles que vão para certos programas de televisão contar estórias de fazer chorar as pedras da calçada, porque ninguém os quer ajudar, quando os serviços sociais lhes quiseram atribuir essa ajuda e eles recusaram.

Ajudar os outros passa muitas vezes por encaminhá-los e até ir com eles, aos locais onde eventualmente poderão ser ajudados...ou não.Mas pelo menos tenta-se...

Um abraço

Maria Dias disse...

Pelo visto Portugal não é muito diferente do Brasil.Aqui tb se vê idosos precisando mais e tendo muito pouco para poder ter uma vida no mínimo digna.Uma vergonha nacional!Sem falar q aqui tb nao se respeita o idoso... Eles têm um passe livre para andarem de condução (ou lotação)de graça mas os motoritas na maioria das vezes arrancam com seus carros sem respeito e nem paciência com eles isso quando param.Ando pensando na minha velhice.Acho essencial ter um bom plano de previdência(uma aposentadoria ao menos digna) pq quando envelhecemos é quando mais vamos precisar do dinheiro...
A maioria pensa só no hoje mas hoje somos fortes e podemos nos defender já na velhice seremos cada vez mais frágeis e solitários estaremos nós frente a frente com nós mesmos(muitos teremos bons filhos par ajudar-nos outros não...).
Muito bom seu post q nos faz refletir e pensar...E quem sabe alguma autoridade competente possa te ouvir.

Estou de volta... Abraços!

Maria

ลndreia disse...

Grande imagem!*

f@ disse...

Ai... primeiro que saia um complemento de reforma... dão voltas e + voltas a ver se o necessitado morre de cansaço... depois só mesmo mto poucos o recebem...
...

Deusa Odoyá disse...

Olá meu amiguinho.
Não podemos resolver a situação dos nossos amiguinhos e muito menos do pais.
Pois ele s só visam sue bolsos, e os que trabalharam uma vida inteira e hoje vivem da miséria do trabalho deles, não estão nem aí.
Vamos pedir a Deus um pouco de esclarecimento aos nossos governantes..
Mas será que resolveremos?
Sei que não.
Então, o que pudermos fazer aos menos favorecidos,é procurar dividir nossos quinhões em solidariedade.
Beijinhos doce, meu amigo.
Regina Coeli.

dona tela disse...

Isto está mesmo feio, está sim senhor. Ufff...

Uma boa noite para o senhor.