sábado, 11 de julho de 2009

BAIXINHO


BAIXINHO



Eu gosto de te ouvir, oh vento!

Mas não andes agora a ramalhar

ao pé de mim.



Um só momento, Vento, sossegado!

Deixa-me aqui afogado

no silêncio da mata...



Porque eu sinto a minh'alma a querer falar

porém tão em sossego fala ela

que, se continuas, Vento, a ramalhar,

não consigo entendê-la...



Sebastião da Gama

Imagem da Net



JC

21 comentários:

Fragmentos Betty Martins disse...

._________querido JC




obrigada pelo carinho:=)





excelente escolha. Sebastião da Gama


_____o amor à natureza ao ser humano. que caracterizou toda a escrita deste poeta



______________///






beijO_______ternO
bFsemana

Marcia Barbieri disse...

Lindo JC,vc. sempre escolhe muito bem os seus posts.

beijos ternos

Nanda Assis disse...

lindo poema que o vento trouxe pra afagar meu restinho de sabado.

bjosss...

BANDEIRAS disse...

Olá amigo, anda sumido...

Lindo post

Bjs

dona tela disse...

Venha lá brindar comigo, para animar!

amordemadrugada disse...

Olá JC
Mas que bonito poema!
Então, já estás de ferias ou Quê?
Quiaios de novo!?
Espero ke esteja td bem
beso

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Somos amigos na net,somos amigos do vento!!!

O vento é dúbio,tanto nos encanta quanto nos atormenta!!!

Belo poema!!

Beijos!!Sonia Regina.

Marlene Maravilha disse...

Muito bonito!
Saudades!!
beijo grande e uma linda semana!

António Gallobar disse...

Para si amigo JC o meu primeiro selinho à sua espera no meu cantinho, com um abraço junto

Parabens pelo seu trabalho
Antonio Gallobar

Angel disse...

Olá JC..gostei muito da tua escolha...nem sempr entendemos os sinais...mas eles estão sempre lá...desejos de uma semana cheia de muitos Sonhos..

Adriana Godoy disse...

Que lindo, JC, parabéns pela escolha. Beijo.

Menina do Rio disse...

Gosto desse vento sossegado, ramalhando levemente...

Um beijo

Maria João disse...

Amigo JC

Gosto da poesia que escolhe as palavras simples para fazer "cantar" a alma..
Gosto muito de Sebastião da Gama e gosto muito das tuas escolhas!!

Espero que estejas bem, do fundo do coração.
Um beijinho grande

Vieira Calado disse...

Pois...

O vento baralha as ideias...


Um abraço

Paulo disse...

. querido JC

o vento a ser brisa ou aragem na passagem desta passagem

a que chamamos vida.

sempre um en.canto o teu sentir aqui, nas escolhas que sugeres para um mundo m.a.y.o.r.

. abraço-TE amigo.
. um bom fim de semana.

Multiolhares disse...

Temos tantos toque para seguir a nossa alma , mas os ventos barulhentos da vida nos afastam dela
beijinhos

CarlaSofia disse...

Mas por vezes o vento sopra grandes verdades.
um sorriso aqui deixo

Amordemadrugada disse...

Olá JC
tão bonito o poema! Então e o vento ainda te incomoda? lol
Besito deste lado da vida...lol

Martinha disse...

Uma brisa amena de vento é sempre agradável. Já a ventania só atrapalha.
Gostei do poema. ;)
Beijo *

f@ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vieira Calado disse...

Olá, amigo!

Passei para ler as novidades.

Deixo um forte abraço.